Conheça Cusco e Machu Picchu no Peru

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter

Peru – Machu Picchu, uma viagem perdida no tempo

A História do Peru se estende desde as civilizações pré-incas até os dias de hoje. Com ampla infraestrutura para turismo, Peru atrai pela incrível riqueza cultural deixada pela civilização inca além da rica gastronomia reconhecida pelo mundo a fora. Conhecemos a capital Lima por alguns dias, e pudemos saborear pratos incríveis e passeios urbanos pelo comércio e praças.

Cusco

Quando o povo espanhol chegou, em 1531, procurando por riquezas incas, encontrou um império debilitado por uma recente guerra civil. Na época o território peruano era de domínio da civilização inca, e se centralizava todo em Cusco. Espanhóis capturaram e executaram o imperador inca, Atahualpa e, em 1534 os invasores já haviam restabelecido a cidade de Cusco, porém como uma nova colônia espanhola. Nós revivemos toda essa história na cidade de Cusco, onde mistura-se a cultura inca com a espanhola. São construções incas sobrepostas por igrejas católicas - uma forma que os espanhóis encontraram de impor o poder de sua religião e cultura. Nosso objetivo nesta viagem foi realizar um trekking em uma das trilhas incas mais difíceis, se não a mais, a Salkantay Trekking. Há muitas trilhas que levam a Machu Picchu, mas a Trilha Salkantay é uma rota fascinante, na imponente Cordilheira dos Andes, dá ao explorador uma noção da riqueza de ecossistema encontrado no Peru, uma excelente alternativa para quem quer fugir das reservas da Trilha Inca.

A Trilha Salkantay - Trilha Salkantay é um nevado que está aproximadamente 6.271 metros acima do nível do mar. Ao seu redor, se vê o nevado de Umantay e outros. A Trilha por Salkantay tem uma duração de 5 dias e 4 noites, e você desfruta de paisagens espetaculares além de viver muitas experiências emocionantes. Temperaturas variando de -15ºC a 26 ºC; altitudes suportáveis de 1.800m.a.n.m atingindo até 4.650m.a.n.m; montes nevados e matas fechadas; terras áridas, pedregosas; e muitos vales férteis com rios e cachoeiras.


Esse desafio trouxe experiências incríveis como enfrentar noites frias de 10 a -15Cº, em 72 km de trilha pesada e íngreme. Tivemos momentos de mais de 45º de inclinação de solo, para cima ou para baixo. Então dormir em barraca por 5 dias sem banho ficou a parte mais fácil. O árduo nessa aventura é enfrentar os males da altitude - falta de ar, confusão mental, dor de cabeça, cansaço extremo são o que te faz pensar em desistir o temp todo. Essa trilha além de ser uma disputa exaustiva, volta o teu olhar para si mesmo. É você com você mesmo, mas nada além e lindas paisagens. Para quem gosta de desafios é uma grande oportunidade para viver o explorador que existe dentro de você. Além de todo essa relutância física e mental, o caminho te leva a mergulhar na cultura inca. Existem trechos que você encontra muitos peruanos falando em quechua - língua nativa dos incas - e até hoje ensinam para seus filhos, mantendo viva essa história tão admirável. Realizamos esse trajeto com a agência Cusco Peru Viajes. Uma agência simples, mas muito honesta e responsável. Nosso guia Raul além de ser uma pessoa incrível, fala quechua, é humilde, cuidadoso e atencioso. Ele te empurra também se for necessário, e carrega a mochila de quem está a beira da morte rs.

A Salkantay é uma trilha que passa por caminhos diferentes da Trilha Inca clássica, mas que é super bonita também. A altitude máxima atingida durante o trekking é maior do que o da trilha clássica (são 4.600m no ponto mais alto, o Abra Salkantay), e por isso mesmo ela é considerada mais difícil que a outra – a altitude pega, principalmente nas subidas! Nós temos que tomar muito chá de coca para não passar mal.

Não dá pra ter muita frescura pra fazer a trilha – você acampa em 3 das 4 noites (total 5 dias), e nem sempre pode tomar banho... Nada que uns lencinhos umedecidos não resolvam. E se prepare pra acordar cedo – o dia em que acorda mais tarde durante o trekking foi às 6h30 da manhã. Alguém me tira do saco de dormir??? Me arrastem se for necessário rs.

Dicas para ir ao Peru

Visto: Cidadãos brasileiros não necessitam de visto e nem de passaporte para viajar ao Peru a turismo ou negócio, podendo ingressar em território peruano apenas com o RG. Não são aceitas identidades de grêmios profissionais ou outras instituições. É necessário, porém, contar com:

  • bilhete aéreo de ida e volta;
  • cópia de voucher do hotel onde se hospedará (ou carta do anfitrião, se for o caso de uma visita a um cidadão do país. O documento deverá informar o endereço de estada do turista, além do tempo previsto para a permanência no Peru;
  • Comprovante de capacidade financeira para custear sua permanência no país (cartão de crédito, dinheiro em espécie ou travellers checks);
  • outros documentos que comprovem o motivo da viagem (convite para participar de eventos, reuniões de negócios etc).

O Peru não exige qualquer vacina de nacionais brasileiros para ingressar no país. É recomendável que o passaporte tenha pelo menos seis meses, de validade.

Embaixada do Brasil em Lima
Av. Jose Pardo 850, Miraflores, Lima 18. Apartado Postal 2405
Tel.: (511) 512-0830
Site: www.embajadabrasil.org.pe

Melhor época para ir para o Peru trilha inca

Melhor época para visitar: Em Cusco, há duas estações, a seca (abril a outubro), principalmente se você pretende fazer a trilha inca, e a chuvosa (novembro a março). Já para visitar Machu Picchu o ideal é planejar a viagem para abril, maio, junho, setembro e outubro.

Ingresso para Machu Picchu: Fique atento para comprar seu ingresso para conhecer Machu Picchu. Nos casos em que o cartão de crédito internacional não é aceito, as únicas opções que restavam eram: deixar para comprar o ingresso para Machu Picchu ao chegar no Peru e correr o risco de ficar sem o ticket, ou comprar com alguma das Agências do Peru (e ter de pagar taxas extras por isso). A solução é Compre a entrada de Machu Picchu com o Visa Travel Money. Outra dica interessante é a de entrar em contato com o pessoal do Call Center do site de ingressos de Machu Picchu (Call Center O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.). Eles são bastante solícitos e podem lhe indicar o contato do pessoal da Visa Peru para ajudar a resolver o problema do Verified By Visa.

Site oficial de compra de ingressos para Machu Picchu: http://www.machupicchu.gob.pe

Se ainda assim não funcionar, só resta entrar em contato com alguma agência de viagem do Peru para comprar pra você (eles cobram comissão, ou deixar para comprar alguns dias antes quando já estiver no Peru (método mais arriscado, principalmente na alta temporada).

Quanto tempo para conhecer Cusco e Lima: O roteiro ideal para conhecer Lima é de 4 dias, e Cusco sem fazer a trilha 3 dias, Machu P

icchu 1 dia, se optar em fazer trilha 8 dias, assim você pode fazer trilham conhecer Cusco e Machu Picchu.

$$$$: O Nuevo Sol é a moeda oficial do Peru. Sobre a conversão, 10 soles é igual a 10,36 soles (ago/17). Sobre o preço das coisas por lá... bom, como sempre onde a estrutura é mais organizada e preparada para o turismo, os preços são mais elevados, mas não muito. Comprar jóias de prata é bem interessante, em Lima existe um centro comercial só de prata, é meio bagunçado e quente, mas tem peças lindas! Vale a pena. Estão em circulação moedas de 1, 5, 10, 20, e 50 centavos; 1, 2, e 5 nuevos soles. E as notas em circulação são: 10, 20, 50, 100, e 200 nuevos soles.

Tenha cash em mãos: Atenção! É muito importante que você tenha dinheiro vivo antes de ir para o Peru. Muitos lugares aceitam o dólar americano. Isso porque, a Machu Picchu é um ponto turístico muito visitado. Ah! Vale a pena lembrar: os brasileiros não possuem o hábito de pagar gorjetas, e lá isso é comum principalmente se você for fazer trilha. É de extrema importância você levar gorjetas para os “mulas”, os carregadores de bagagem e cozinheiros. Então deixa seu lado “muquirana” aqui no Brasil e tenha sempre gorjetas nos bolsos. Acredito que U$ 20,00 por membro da equipe seja um bom valor.

Como chegar no Peru:

Passagens aéreas para Cusco e Lima no Peru.

A maior cidade próxima do sítio arqueológico é Cusco, mas não há voos diretos entre nenhuma cidade brasileira e ela. Portanto, é necessário primeiro voar até Lima, capital peruana, e de lá seguir em outro voo para Cusco. LATAM e Taca operam voos diretos entre São Paulo e Lima, e a viagem dura cerca de cinco horas. Quem está no Rio de Janeiro ou em Porto Alegre pode também pegar o voo entre essas cidades e Lima.

Passagem de Lima a Cusco - Cusco é a maior cidade próxima de Machu Picchu e tem também o principal aeroporto da região. Sendo assim, após chegar a Lima, é necessário mais uma hora de voo até Cusco. Esse trajeto pode ser feito com a Latam, a Star Peru e a Taca.

Você pode aproveitar esse caminho para conhecer Lima, ou Cusco, que tem belíssimas atrações. Por que ir de Lima a Cusco de avião, se o voo dura apenas uma hora? Não é melhor ir de ônibus? Não. A viagem de ônibus entre Lima e Cusco pode durar até 24 horas. Além do tempo que você economiza indo de avião, a viagem é muito mais confortável.

Voo de São Paulo para Lima Peru

Embarcamos no aeroporto de Guarulhos destino a Lima Peru. Fomos de Latam, total 5 horas de voo. Lembrem-se que é permitido despachar uma única mala de até 23k. E você pode levar a bagagem de mão, mas ela deve caber no compartilhamento da aeronave. O valor desta passagem varia muito - média de valor de passagem para Lima Peru U$ 380,00 aproximadamente, ida e volta por pessoa. Referência jan/17.

Voo de Lima para Cusco Peru

Saímos de Lima e chegamos em Cusco em 1h30 de voo pela companhia aérea Peruvian. A passagem de Lima para Cusco Peru tem um custo aproximado de U$ 130,00 por pessoa ida e volta. Referência jan/17.

De Cusco a Águas Calientes (o vilarejo mais próximo de Machu Picchu) - Essa parte da viagem depende muito de que lugar você escolher para se hospedar. Consulte a seção Onde Ficar para mais informações. Desde Cusco, as opções são duas: pegar um ônibus até Ollantaytambo (96km), ou um trem até Águas Calientes. Se você optar por pegar o trem em Cusco, a PeruRail faz o transporte; como as companhias aéreas e as de ônibus, o trem tem vários níveis de conforto e valores. Por US$ 142 você faz a viagem de ida e volta num vagão confortável, com direito a várias janelas para observar a vista – que é linda! Esse trecho dura entre três e quatro horas.

Se quiser passar pelo vilarejo de Ollantaytambo e conhecer a cultura local, e depois seguir viagem, a boa ideia é pegar um trem da IncaRail. De Ollantaytambo a Águas Calientes leva-se pouco menos de duas horas e o serviço personalizado é um charme. Ida e volta custam US$ 100.

A trilha até Machu Picchu é um prato cheio para os aventureiros. Muitas pessoas optam por sair de Cusco e ir até Machu Picchu caminhando pela Trilha Inca ou Salkantay. É uma das rotas de trekking mais famosas no mundo, admirada pelos amantes da natureza. São, no mínimo, 42km percorridos em dois ou quatro dias. Você escolhe. A vantagem de fazer o trajeto em quatro dias é poder conhecer outros sítios arqueológicos no caminho e ver paisagens belíssimas. Para chegar pela trilha é necessário fazer reserva em uma agência de viagens. Nós fomos pela Cusco Peru Viajes.

Cusco Peru Viajes

Endereço: Calle Sta Teresa 375-1 Cusco – Perú
Tel: +51 84 234626
Horário: 09:00 às 18:00 hrs
Whatsapp: +51 947348380
Facebook: www.facebook.com/filippo.carletti.98
Tripadvisor: www.tripadvisor.com.pe
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
site: www.cuscoperuviajes.com

Quarta Etapa – De Águas Calientes a Machu Picchu

Águas Calientes é o último povoado antes de chegar a Machu Picchu, que tem apenas um hotel. A infraestrutura de Águas é boa e a maioria dos turistas aproveita para passar uma noite por lá e subir para MP bem cedo no dia seguinte.

Entre Águas Calientes e Machu Picchu faz-se o transporte em um micro-ônibus, que leva cerca de 20 minutos até o parque. Esse é o único automóvel permitido nas estradas que levam ao sítio arqueológico e, pela distância do trajeto, custa caro (cerca de US$ 12).

Quem faz a Trilha Inca não tem necessidade de pegar o ônibus, já que o fim da trilha é diretamente em Machu Picchu.

Estação de Águas Calientes

A estação de trem de Águas Calientes é a última antes do sítio arqueológico de Machu Picchu. Entre Ollantaytambo e essa estação são cerca de 2 horas. Para quem não quer economizar, ir no trem com janelas nas laterais e no teto é uma ótima maneira de poder observar a beleza do caminho.

Dicas para escolher o melhor assento da sua passagem aérea

Atualmente, as companhias aéreas seguem a tendência de aumentar a oferta de assentos, fazendo com que o espaço entre as poltronas seja cada vez menor. Se você é um passageiro alto ou costuma ficar com as pernas inchadas depois de passar algumas horas sentado, siga as dicas abaixo:

  • Escolha as primeiras fileiras de assentos, pois há mais espaço.
  • Prefira os assentos do corredor para facilitar a sua circulação durante o voo, e estique as pernas sempre que possível.
  • Uma ótima opção é escolher os assentos próximos às saídas de emergência, pois possuem um espaço maior. Porém, essas poltronas geralmente têm um custo adicional.

Tranquilidade e conforto

Se você é um passageiro que gosta de ler ou dormir, escolha as poltronas entre as fileiras 5 e 9, já que as crianças que viajam sozinhas geralmente estão nas primeiras fileiras. Esses assentos também ficam longe do banheiro e da cozinha. Para relaxar e aproveitar a paisagem, escolha os assentos das janelas que são livre do entra e sai do passageiro ao lado.

Se você sofre de enjoo, evite o fundo do avião onde os movimentos da aeronave são mais intensos. Quer descansar? Evite os assentos da fileira da frente das saídas de emergência, pois normalmente inclinam pouco.

Evite as últimas fileiras do avião. É uma das regiões mais barulhentas e que mais sofre durante as turbulências. Além disso, se você estiver em conexão e o desembarque for feito pela porta dianteira, você vai demorar ainda mais para descer da aeronave.

Se você sente muito frio, reserve a sua poltrona no fundo do avião. Essa região apesar de barulhenta é a menos fria.

Adeque-se, turista: Fique tranquilo. Lima é uma capital, então você pode ir como quiser, vale tudo. Tênis são ideais para caminhar pelo Miraflores, agora se você pretende se arrumar mais, uma bota vai bem. Cusco já é uma cidade turística histórica, (quase uma Paraty rs) então as ruas e calçadas são difíceis de caminhar, o estilo jeans, legging e tênis é confortável e ideal para os passeios, já a noite pede uma bota ou coturno, casacos de inverno estão de bom tamanho ;)

  • No Peru, o sol é muito mais forte em latitudes tropicais. É fácil ficar bronzeado até mesmo em dias nublados. Leve protetores adicionais e use um chapéu. Também evite ficar muito tempo sob o sol, especialmente entre 11h e 14h. Beba muita água.
  • Muitos turistas são afetados por problemas estomacais, dores de cabeça pelo mal de altitude em Cusco. Esses sintomas podem ser administrados bebendo muito líquido, reduzindo a bebida de álcool, fazendo refeições leves, mascando folha de coca e bebendo chá de coca. No primeiro dia de chegada é válido ficar mais tranquilo, sem grandes esforços físicos, pois o mal de altitude aparece ao anoitecer. Mas varia muito de pessoa para pessoa. Se você for fazer a trilha, faça 3 dias pelo menos de aclimatização em Cusco, assim seu organismo acostuma e você sofre menos na caminhada.

Passeios: Os passeios devem ser realizados até às 17h, pois os parques fecham. Então, saia cedo. E a noite barzinhos e restaurantes na cidade de Cusco é o que lhe resta.

Comércio, templos incas, museus, igrejas católicas, restaurantes e bares são os lugares na cidade que você pode conhecer.

O nosso interesse foi fazer a trilha Salkantay no Peru, mas conhecemos um pouco de tudo sobre essa incrível história!

Hotel em Cusco Peru

Nos hospedamos em um excelente hotel em Cusco, o Quinta San Blas by Ananay Hotels - além da ótima localização o hotel possui uma estrutura rústica e chique e café da manhã delicioso.

Quinta San Blas by Ananay Hotels

Endereço: Calle Carmen Alto 218
San Blas - Cusco
Fone: +51 84507243

Outro hotel muito legal e de preço acessível, foi o Koyllur Hotel. Nos hospedamos na volta da trilha, 1 diária. Você acaba a trilha sonhando com uma cama confortável e um bom banho quente, então optei em reservar neste hotel em Cusco. O quarto é relativamente grande e apesar de uma estrutura mais antiga as acomodações são ótimas! Aquecedor no chuveiro, cama grande, lençóis de qualidade, e você é surpreendido com uma charmosa ovelha de pelúcia (alpaca) te esperando debaixo das cobertas - uma bolsa de água quente para aquecer a cama.

Fantástica a ideia! Acabei comprando uma ovelha, não resisti ao ver tremenda fofurísse! rs

Koyllur Hotel

Calle Pumapaccha, 243 - San Blas, Cusco City Centre, Cusco, 084, Peru
Fone: +51 84245118

Hospedagem em Lima Peru

Apartamento de 3 quartos

Alugamos um apartamento bem localizado pelo AirBnB.
Vivemos um pouco do bairro Miraflores em Lima, caminhamos muito por lá e conhecemos a rotina dos peruanos.

A Trilha Inca Salkantay - Peru

Você pode optar em conhecer Machu Picchu por trem ou ir caminhando pelas trilhas incas do Peru. Existem trilhas de 2 dias, 3 dias, 4 dias e até 5 dias. Você define seu trajeto conforme seu preparo físico e mental. Escolhi fazer a trilha Salkantay por dois motivos: por ser 5 dias e por chegar a quase 6mil metros de altitude. Sou o tipo de pessoa que curte um desafio, por isso Salkantay me interessou mais.

A TRILHA INCA PARA MACHU PICCHU foi construída com pedras pelos Incas com objetivo de chegar a Machu Picchu, a antiga cidade pedida dos Incas. Graças a sua difícil localização foi descobertas há poucos anos, em 1911, destruída pelos conquistadores espanhóis.

Essas trilhas são uma maneira de viver o mundo inca de forma aventureira. Você parte de Cusco e chega em Machu Picchu caminhando, passa por paisagens absurdas de lindas e alguns perrengues que faz parte do jogo. Se você faz questão de conforto, então conheça Machu Picchu por trem, escolha se você quer o luxuoso o moderado ou o simples. Mesmo o trem mais econômico possui boa estrutura. Eles servem um lanche e a viagem é bem tranquila e segura.

Separei algumas dicas para você que quer fazer o trekking de Salkantay - uma das trilhas mais difíceis do mundo.

Resumo da Trilha Salkantay Peru Machu Picchu

Tempo: 5 dias e 4 noites
Peso da bagagem: 5 kg
Temperatura: de -15 a 25 graus (maio/17)

Paisagens: montanhas nevadas, lagos cristalinos, córregos de degelo, diferentes tipos de solo (arenoso, pedras grandes, pedras pequenas, gramados, terra, lama), rochas, céu azul intenso e infinito, sol forte e brilhante, ventos de todos os tipos e intensidade, orvalho diurno, neblina, casebres de moradores locais (isolados do mundo), barracão de acampamentos, acampamentos de diversas formas, cavalos, cavalos e mais cavalos, trekkers e carregadores de bagagens Lua e muitas estrelas!

Espécies vistas: águia condor, burros, borboletas e insetos mil, pássaros e vegetação muito bonita (munha - dá para fazer chá - combate dor de estômago e relaxa). Existe uma diversidade ecológica extraordinária no local. A trilha passa por lugares com vistas inesquecíveis, através de floresta de vegetação subtropical. A região de Machu Picchu abriga mais de 260 espécies de orquídeas e numerosas espécies raras de aves, animais, répteis, incluindo várias espécies consideradas em perigo de extinção.

Dicas trekking Salkantay Peru

As malas

Pessoal a prioridade é mala pequena, o avião só aceita 1 mala média + uma pequena de mão, total de 23kg. Sendo assim, nada de se empolgar rs… e podemos ir as compras em Lima. Em Lima podemos usar a mala de rodinhas. Ao chegar em Cusco nós deixamos esta em um armário para fazermos a trilha com a mochila que a agência te cede. Como temos que ficar em Cusco por 2 dias para adaptação da altitude, escolha bem o dia de partida para a trilha. Agência que contratei para fazer a trilha chama-se Cusco Peru Viagens. Ficamos 5 dias na trilha acampando. Voltamos de trem para Cusco. Um dia dormimos em um hostel/alojamento simples. Nós pagamos a trilha + entrada para o parque Machu Picchu + ticket do trem de volta (50 soles).

Pacote SALKANTAY TREK 5 DIAS:

  • 4 café da manhã, 4 almoços e 4 jantares.
  • Mulas para transportar até 5 kg de equipamento por pessoa.
  • Cavalos (equipamento, barracas, cozinha etc), se você estiver cansado você pode contratar um cavalo para ajudar no segundo dia, o mais puxado, você sobe 1mil metros em 2 ou 3 horas logo no início deste trajeto.
  • Bilhete de entrada para Machu Picchu e visita guiada de ruínas (aproximadamente 2 horas).
  • Trem de retorno a Aguas Calientes-Ollantaytambo e de lá ônibus de retorno a Cusco (dependendo tempos de Peru Rail disponibilidade).
  • Hostel em Aguas Calientes.
  • Ônibus (Cusco-Mollepata).
  • Guia profissional inglês-espanhol.
  • Barracas
  • Colchão
  • Jantar tenda / cozinha

Atenção novamente: não esqueça de levar as GORJETAS para os carregadores e cozinheiros.

Não incluso:

  • Primeiro café da manhã - estaremos no hotel
  • Último almoço e jantar na cidade de Aguas Calientes
  • Atenção: se exceder 5kg sua bagagem, ou você carrega ou paga. Eles não nos informaram muito bem isso, tivemos que pagar por dia - fora do pacote.
  • Saco de dormir (você pode alugá-lo por US $ 15). Se optar em comprar, compre um para temperaturas até -15 graus.
  • Bilhetes de Comboio Hidroeléctrico - Aguas Calientes (opcional). 30 $
  • Passeio pela tirolesa. Existe um parque no meio do trajeto que você pode curtir, são 5 cabos de tirolesa a mais de 70m de altura, e cada um desce de uma forma diferente. Vale a pena 150 soles por pessoa.
  • Taxa de entrada para banhos termais (Santa Teresa 10 soles) (Aguas Calientes 10 soles)

Dica para a trilha Salkantay

O que levar para a trilha inca

  • Mochila - tamanho 30 litros - impermeável ou comprar saco de mochila. Os mulas levam sua mochila, mas se chover ela precisa estar protegida. Lá em Cusco eles vendem capa de mochila.
  • Mochila à prova d’água com alças acolchoadas e amarração na cintura
  • Saco de dormir - eles alugam lá se você quiser
  • Isolante térmico
  • Travesseiro inflável
  • Camisa de manga curta - uma mudança de roupa durante todo o período da caminhada
  • Blusa fina de manga longa
  • Blusa de fleece/SOFT
  • Segunda pele
  • Casaco corta-vento impermeável
  • Legging ou calça segunda pele
  • Calça de tactel ou outro tecido maleável
  • Meias para trilha
  • roupa íntima
  • Maiô ou biquíni / Sunga ou bermudão
  • Luvas
  • Touca que cubra as orelhas
  • Botas para caminhada ou um par de tênis resistentes
  • Chinelos
  • Toalha de microfibra (seca mais rápido e ocupa menos espaço)
  • Canivete
  • Uma muda de roupa quente e confortável para dormir - uma blusa bem quente

Dica para visitar o parque Machu Picchu

  • Óculos escuros
  • Chapéu ou viseira/boné
  • Capa de chuva
  • Porta garrafa d’água (em Águas Calientes você encontra algumas peças bem baratas)
  • Lanches rápidos (leve uma bananinha para as lhamas, elas adoram), barra de cereal, fruta, chocolate, biscoito
    Nós temos somente o almoço e jantar e café da manhã.
  • Documentos
  • Ingresso para Machu Picchu
  • Passaporte (além de ser uma forma de identificação, eles têm um carimbo especial para o parque)
  • Certificado Internacional de Vacinação
  • Dinheiro (cuidado com as notas falsas) 150 soles para lanches, água, souveniers.
  • Cartão de crédito

O que levar na mochila da trilha Salkantay Peru

Sua nécessaire deve conter itens listados abaixo, opte em levar amostras ou miniaturas para ocupar menos espaço.

  • Álcool em gel
  • Sabonete
  • Pasta de dentes e escova de dente
  • Fio dental - um pedaço
  • Desodorante (frasco pequeno)
  • Repelente - comprar lá em Cusco pois o deles é mais eficaz
  • Protetor solar
  • Protetor labial - importante!
  • Creme hidratante - sachê de amostras para ocupar pouco espaço
  • Xampú e condicionador - sachê de amostras para ocupar pouco espaço
  • Pente ou escova de cabelo
  • Papel higiênico
  • Lenços umedecidos - muitos! Provavelmente não tomaremos banho. Tem um dia que tem chuveiro, mas é precário e no frio você dispensa a luta. Uhhu viva la vida naturale!
  • Coletor menstrual (absorventes prejudicam o meio ambiente)
  • Elástico para cabelo (em alguns lugares venta bastante e prender o cabelo ajuda a não embaraçar)
    *Tampão de ouvido - tem gente do mundo todo dormindo na barraca ao lado, evite estresse com a sinfonia dos roncos.

Medicamentos

  • Folhas de coca ou “soroche pills” - comprar lá
  • Pastilhas purificadoras de água - comprar lá
  • Cilindro de oxigênio pequeno - se você passar mal em Cusco, compre antes de sair para a trilha, alivia a falta de ar no segundo dia de trilha.
  • Dorflex
  • Analgésico e Antitérmicos
  • Própolis
  • Epocler
  • Imosec
  • Band-aid
  • Colírio

Eletrônicos

  • Celular (para fotos e lanterna) e Carregador de celular
  • Câmera e Carregador de câmera
  • Adaptador universal ou T (benjamin)
  • Lanterna - ou celular
    (as baterias consomem mais rapidamente sob condições de frio)

Desnecessário

  • Calça jeans
  • Ponchos de lã
  • Salto alto e rasteirinha
  • Mala de rodinhas
  • Tripé (uma coisa a mais para carregar)
  • Secador de cabelo
  • Maquiagem
  • Jaqueta de couro - faz muito volume

Gastronomia da trilha Salkantay

A equipe da trilha carrega a cozinha de acampamento durante todo o trajeto. Todos os dias tem chá de coca na barraca, para despertar os trekkers, depois sentamos a mesa (tem barracão com mesa em cada acampamento base) e tomamos um café da manhã (salada de alface e tomate, milho típico do Peru, frutas, panquecas, cereais, leite, café, queijo…). No almoço fazemos uma parada em outro acampamento, e o menu varia todo dia (sopa, carne, peixe, veganos, massa, ceviche, gelatina, frutas, arroz, feijão, coentro e mais coentro - dica: oriente seu chefe de cozinha se você não gosta desse tempero, eles usam muito). À noite o jantar é parecido com almoço, esteja na mesa na hora marcada, você pode ser mal visto se atrasar, eles nos chamam de família o tempo todo (fica a dica), e também sua comida esfria em 1 minuto. Cheguei a comer pastel frio mesmo estando na mesa. O frio pega para quem não está acostumado!

O cardápio é bem inacreditável, eles são bem caprichosos!

Restaurantes em Lima Peru

La Mar, preço U$ 25,00 por pessoa com bebida.
Endereço: Av Mariscal La Mar 770, Miraflores 15074, Peru
Fone +51 1 242 8515
Chegar 1h antes para não pegar fila. Só servem almoço.

La Rosa Nautica

Preço médio: U$ 35,00 por pessoa
Endereço: Espigon 4 Circuito de Playas, Miraflores, Lima, Peru
Fone: +51 1 4470057
Jantar deve ser reservado e não pode atrasar mais que 15 minutos.
A reserva pode ser feita pelo site www.larosanautica.com

Descubra seu lado aventureiro. Conheças pessoas do mundo e vivencie a história inca. Uma viagem incrível, vale muito a pena.